Real Digital, mais uma implementação do banco central do Brasil

É possível observar o quanto o mercado financeiro tem se transformado, talvez de uma forma na qual não poderíamos imaginar anos atrás. o aumento exponencial de contas de pagamentos, carteiras digitais e até mesmo processos bancários com TED e DOC, teve sua utilização reduzida com a chegada do PIX, para a realização de transferências bancárias.

O banco central do Brasil também realizou um trabalho grande com a promessa de facilitar acesso a credito e a administração de contas de instituições diferentes por único banco, são open-banking e open-finance.

O que quero compartilhar neste texto, é que o Brasil através do seu banco central, está com o trabalho em curso do desenvolvimento da versão Digital do Real. Apesar de digital é classificado como CBDC – Central Banking Digital Currency (sigla em inglês), seguindo nesta mesma direção o banco central enxerga a possibilidade da implementação novas tecnologias como smart contract, IoT (Internet of Things) e programação do dinheiro, permitindo que a maneira simplificada aconteçam os negócios.

É possível que ainda em 2022 possamos ver algo mais pratico quanto a CDBC (real digital) mas o banco central tem o interesse que os clientes utilizem já em 2023.

Uma moda digital que fará parte do dia-a-dia das pessoas sobretudo aquelas que já são inseridas no mercado financeiro conectadas por contas de bancos tradicionais, fintecs e corretora de valores.

Quanto as criptomoedas elas estão mais relacionadas como critpoativos, assim é como o banco central melhor as classifica.

Caso esse tipo de assunto te interessa, deixo-nos seu comentário que para que possamos trata-lo em detalhes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.